A vereadora Marília Arraes é acusada de censura no Facebook

O projeto de lei que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas da cidade, todos os dias da semana, a partir das 18h, gera polêmica no Facebook. A vereadora Marília Arraes (PSB) foi acusada de ter censurado as manifestações contra a sua proposição, depois de ter deletado de sua página na rede social os comentários contrários à prospota. Ela negou as acusações e relatou que só excluiu aqueles que postaram palavras ofensivas e não se propuseram a debater o assunto.

“Usem a palavra que quiserem, eu só fiz uma moderação. Existiam várias ofensas pessoais e não se dispuseram a conversar sobre o projeto. Não se pode dizer que não houve discussão, porque desde o princípio me coloquei a disposição e chamei para conversar”, defendeu. Segundo Marília Arraes, as mesmas pessoas que se irritaram com a exclusão dos comentários, sequer conheciam a proposição. “Eles não estão se mobilizando para conversar, só querem protestar”, argumentou.

Para Marília Arraes, o espaço para o debate foi aberto desde que a proposta foi apresentada na Câmara e não houve nenhuma manifestação contra. A vereadora afirma que é preciso bom senso, o que na opinião dela não está acontecendo. “Desde o início que o debate tem sido desvirtualizado. Eu gostaria que as pessoas tivessem bom senso e usassem argumentos, não o que estão fazendo”, ponderou. Ela lembra que o espaço para o debate foi aberto: “Fizemos uma audiência pública sobre o tema, convocamos para um debate, a gente divulgou no Facebook, no Twitter”, concluiu,.

O grupo do Facebook intitulado “Lei Seca de Marília Arraes – Eu digo não!” tem, até o momento, 322 membros e foi criado hoje depois que as pessoas excluídas da página pessoal da vereadora. Contrapondo esse grupo, foi criado outro chamado “Lei Seca de Marília Arraes – Eu digo SIM, SIM, SIM!”. O projeto da socialista voltou para as comissões da Câmara para análise de duas novas emendas. Se receber pareceres favoráveis em tempo hábil, será votado ainda este ano. Caso não, a proposição só irá a plenário em 2012.

Veja aqui o projeto

Conheça a página a favor e a página contra

Fonte: Diário de Pernambuco

Anúncios

Uma resposta em “A vereadora Marília Arraes é acusada de censura no Facebook

  1. Pingback: Matérias relacionadas | #contraplbebidas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s